Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2005

Katrina nas bibliotecas

O furacão Katrina que atingiu os EUA, nomeadamente a Louisiana, Mississipi e Alabama, provocou um desastre natural de elevadas consequências materiais, ambientais e humanas.
Quando ainda decorrem as tentativas de socorro a seres humanos, avaliam-se igualmente as consequências materiais.
Naturalmente afectados foram os recursos históricos, culturais e documentais dessas comunidades, correndo agora o risco de deterioração pelo efeito das águas que levarão ainda alguns meses a regressarem ao nível e zonas habituais.
As bibliotecas, arquivos e museus de Nova Orleães foram afectadas, os edifícios resistiram mas vários foram inundados (alguns com água até ao segundo piso), sendo igualmente difícil contactar com os funcionários e técnicos.
Numa altura em que é difícil apurar as reais condições dos documentos e instalações, a ALA criou uma página para acompanhar os acontecimentos.Ironia do destino, e segundo o blog Library Dust, o livro de John M. Barry's Rising Tide: The Great Mississippi Fl…

believe it or not

O Ripley's Believe It or Not é uma fonte inesgotável de curiosidades ... e assim montei uma nova imagem com algumas interessantes: O site oficial é em www.comics.com//comics/ripleys/ mas o melhor é ler via RSS com o agregador de blogs bloglines pois pode ver as imagens de uma semana na mesma página.
Confira em www.bloglines.com/public/izidoro na secção "Comics" Este 'Post' é igualmente um elogio a um dos investigadores deste "cartoon", Norbert Pearlroth (1896-1983), que durante 52 anos passou cada dia da semana de trabalho na New York Public Library pesquisando factos e imagens para o Believe It or Not! Um linguista que dominava 11 línguas e que segundo a própria biblioteca terá consultado uma média de 7000 livros por ano para um total de 350 000 na sua carreira. É de arrasar qualquer estatística por leitor! Ler artigo na Wikipedia

nunca se sabe

Porque "nunca se sabe o que vão ser"A escola enquanto lugar de convívio, cultura, prática social, trocas de saber é a instituição mais importante nos primeiros 20 anos de vida de um indivíduo, ultrapassando a muita distância a tradicional família. A escola não são só as cadeiras de madeira das salas de aula, são igualmente constituídas por bancos de cimento de jardim, cadeiras de plástico do bufete, cadeiras almofadadas das bibliotecas, topos de muros, lanços de escadas e ... espaços entre eles.No início do mês que marca o arranque de mais um ano lectivo impõe-se uma reflexão sobre o público que vai frequentar as nossas escolas, que cultura possuem, que vivências tiveram nestes seus primeiros anos. E como a cultura é feita de marcos históricos e estes passam a constituir substrato geracional à medida que se tornam passado longínquo, quais serão os elementos que estes jovens possuem como "normais", o que os moldou, que elementos culturais têm por garantido ou quais …