PRACE

E lá temos mais uma sigla para o léxico das conversas de café: Prace que passa a fazer companhia ao Simplex.
PRACE, é o Programa de Reestruturação da Administração Central do Estado e foi apresentado no dia 30 de Março em mais um dia de reunião do governo em frente ao público. Pois é ... a casa de todos nós vai para mais uma arrumação/remodelação/emagrecimento (?) e agora são os institutos a sofrerem as consequências de cada governo poder fazer o que quer.
"Das 518 estruturas actualmente existentes, são extintas 246 e são criadas 60, reduzindo a Administração Central a 331 estruturas, menos 187 do que actualmente, tendo com o objectivo a qualidade dos serviços públicos, com ganhos de eficiência e racionalização dos recursos a eles afectos."

Não sei se ficaremos pior pois não se conhece o que aí virá mas tenho as minhas dúvidas por alguns que até trabalhavam bem pois as mudanças neste país costumam implicar desânimo em vez de novas motivações. Se calhar este seria um dos pontos a rever. No entanto estas iniciativas são como ter uma casa muito desarrumada: para ficar arrumada vai ser uma trabalheira e sempre que começamos por uma ponta ficamos com a ideia de que foi uma má opção e que deveríamos ter começado por outro lado. Contudo gostava de ver dito que isto é bom ou mau para o trabalhador Nacional, todos e não apenas alguns. Mas como se esqueceram de dizer que a mudança é boa para o cidadão nacional...!

E quanto à área de bibliotecas, o que temos?

Primeiro que tudo o menos importante mas merece destaque por ser o fim de um provincianismo, ou a entrada na ordem global: a biblioteca Nacional passa a designar-se Biblioteca Nacional de Portugal. Aplausos! Afinal bibliotecas nacionais há muitas. Só não digam para mudar a sigla da tabela CDU Portuguesa de BN para BNP que era uma revolução no mundo dos catalogadores! Mas pronto aqui o defeito foi de quem a designou assim no início e não conhecia mais nenhum país (não foram os únicos neste mundo... mas podiam ter evitado o erro). A piada é que ao mesmo tempo que rebaptizavam a BN o governo criou um "Arquivos Nacionais" ... daqui a uns anos logo mandam mudar o papel timbrado!
Depois mais a sério é o fim do IPLB como instituto passando a Direcção Geral do Livro e da Leitura, Os Arquivos Nacionais/Torre do Tombo ficam a ser apenas Arquivos Nacionais (que pena perder-se esta designação!)

As Macro estruturas aí estão. Agora seguem as micro estruturas, e aí é que os problemas vão surgir.

A consultar: