Obrigado Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) fez 50 anos no dia 18 de Julho de 2006 e tudo o que se disser é pouco para se dizer o seu empenho na criação das bibliotecas em Portugal (desde as famosas carrinhas a apoios financeiros e documentais) estando hoje mais virada para as parcerias de apoio à leitura. Por outro lado a actividade editorial tem sido forte e diversificada (quem disser o contrário é porque não recebeu de oferta há uns meses atrás uns caixotes de livros ou não teve de os catalogar!)
Sobre o início da fundação em Portugal, recomendo um artigo de Medeiros Ferreira no JN de 18 Julho, intitulado:
Gulbenkian: uma absoluta novidade
Uma coisa a fundação merecia certamente: que os catalogadores se entendessem quanto à forma de designar a fundação, enquanto editora, nos registos bibliográficos.
A questão não é diferente de outras editoras e à necessidade que se faz sentir de uma padronização de designações de editoras (já ouvi falar em conversas de bastidores de se poder vir a ter uma base de autoridades para editoras no
Porbase5 ... mas ia ser bonito ver a funcionar!!).
O certo é que se quisermos saber qual a editora mais importante que temos no nosso catálogo, utilizando um módulo de pesquisa, dificilmente o resultado será a FCG ... quando afinal até estará muito bem representada!
Ora então vejamos... uma pesquisa por editor na
Base Nacional de Dados Bibliográficos - PORBASE entre 1331589 registos revela-nos dados curiosos:
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBENKIAN
    Foram encontrados 2126 registos
  • Editor: FUND. CALOUSTE GULBENKIAN
    Foram encontrados 970 registos
  • Editor: GULBENKIAN
    Foram encontrados 36 registos
  • Editor: F. C. GULBENKIAN
    Foram encontrados 6 registos
  • Editor: F.C. GULBENKIAN
    Foram encontrados 9 registos
  • Editor: F. CALOUSTE GULBENKIAN
    Foi encontrado 1 registo

E agora as siglas... não se pode dizer que são todos da Fundação mas estão lá muitos!!

  • Editor: F.C.G
    Foram encontrados 1034 registos
  • Editor: FCG
    Foram encontrados 79 registos
  • Editor: F. C. G
    Foram encontrados 98 registos
  • Editor: F. C. G.
    Foram encontrados 91 registos
  • Editor: F.CG.
    Foi encontrado 1 registo

E ainda aqueles que usam Serviço de educação na identificação da editora (não são todos da FCG mas estão por lá alguns) e uns separados por vírgula, outros por ponto final e outros por dois pontos.

  • Editor: SERVICO DE EDUCACAO
    Foram encontrados 11 registos

E agora os erros graves (apontar é feio mas é por uma boa causa... )

  • Editor: FUNDACAO CALOUST GULBENKIAN
    Foram encontrados 2 registos
  • Editor: FUND. CALOUST GULBENKIAN
    Foram encontrados 3 registos
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBENKIEN
    Foram encontrados 7 registos
  • Editor: FUND. CALOUSTE GULBEMKIAN
    Foi encontrado 1 registo
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBEMKIAN
    Foi encontrado 1 registo
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBEKIAN
    Foi encontrado 1 registo

É certo que a forma de registar as editoras está dependente da forma gráfica nos livros, de economia de escrita e não é padronizada. Mas acho que devia haver uma forma preferencial, pelo que gostava de ver aqui opinião de catalogadores!

Utilizando o critério "uso generalizado" ficamos com 3 candidatos:

  • Fundação Calouste Gulbenkian (2126 registos)
  • F.C.G (1034 registos)
  • Fund. Calouste Gulbenkian (970 registos)

Para mim a forma com siglas é um autêntico erro do ponto de vista do utilizador (quantos utilizadores seriam capazes de encontrar um livro desta editora!) pelo que ficamos reduzidos a duas.

Nota: Para a pesquisa foi utilizado o servidor Sirius pois é mais "esperto" nas pesquisas com pontos. Por outro lado aparecem sempre uns registos infiltrados ou possíveis duplicados ... mas entendem a ideia!

Informação adicionada: Da Biblioteca Nacional recebi a indicação, por parte da Drª Teresa Teixeira de que: "A Fundação Calouste Gulbenkian enquanto editora é registada como Fundação Calouste Gulbenkian"

Q.E.D. !