Biblioteca da selecção

A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca, mostra que ela é abundante” (Sun Tzu, A arte da guerra)


O livro
Arte da Guerra do general Sun Tzu (lê-se Sun Zi) foi escrito no século VI antes de Cristo (é mesmo sec. VI e não sec. IV como os sites brasileiros querem fazer querer!) e apresenta um conjunto de ensinamentos para guerreiros, onde o objectivo é ganhar o combate antes dele acontecer.
Ao longo dos tempos foi utilizado para transmitir motivação, honra e coragem. No século XX tem sido muito utilizado no marketing e gestão empresarial.
Nos últimos anos tem dado nas vistas na área de desporto. Luíz Felipe Scolari é um dos treinadores que utiliza o livro para motivar os jogadores: há quatro anos, conquistou o Mundial de futebol na Coreia do Sul /Japão e foi igualmente o guia espiritual durante o Euro 2004 em que levou a selecção Portuguesa à final. Este ano é o novo treinador do Brasil que continua a utilizar o livro, mas os jogadores portugueses já o conhecem de cor!
Scolari, desta vez, abdicou de levar literatura e aderiu às novas tecnologias: "Tenho um amigo no interior do Rio Grande do Sul que tem 5 mil citações. Para determinados momentos peço que me mande umas dez citações importantes e dou uma ou outra aos jogadores."
Já no domínio do audiovisual dominam os i-Pod e outros leitores Mp3 no áudio e na área do cinema uma "demasiado" actual colecção de DVD´s da qual é melhor nem falar pois os sacos de Nuno Gomes e Petit não são muito amigos do copyright! Mas afinal, os moços foram à Alemanha para ir até à final, pelo que quando voltarem os filmes já devem estar publicados em Portugal! Isto é puro Sun Tzu: antecipar o futuro e confundir o adversário.
Parabéns Portugal!

[ Ler Mais ]

Honra aos vencidos


Num prémio literário destacam-se os vencedores, mas hoje destaco um vencido, um blogue que foi uma das 19 obras a concurso ao prémio literário de "Não-ficção" Samuel Johnson Prize-BBC Four, um prémio de 45 mil euros. O livro editado a partir do blogue Baghdad Burning onde sob o pseudónimo RiverBend (pois continua a manter o anonimato) uma mulher Iraquiana de 27 anos retrata a vida no Iraque depois da ocupação americana.
O mesmo blogue já tinha ganho um
Bloggie para melhor blogue de África e Médio Oriente.
Não venceu o prémio literário, que foi atribuído a 14 de Junho ao livro
1599: A YEAR IN THE LIFE OF WILLIAM SHAKESPEARE por James Shapiro, mas ganhou um lugar de destaque na comunidade literária.
Levou-me a pensar: será que Anne Frank, hoje, escreveria o seu diário num blogue?

[ Ler Mais ]

Proximos 3 anos nas becre

O Ministério da Educação já divulgou as indicações formais para organização do próximo ano lectivo, tendo dado indicações específicas para o trabalho em bibliotecas escolares. Estas indicações são muito importante já que o próximo ano é o primeiro de um ciclo de 3 anos de trabalho escolar. Depois do que já aqui tínhamos divulgado, foram publicados, nos últimos dias, dois documentos:
1-
ORGANIZAÇÃO DO ANO LECTIVO DE 2006/07 (despacho do Min-Edu)
2-
ORGANIZAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DO SERVIÇO DOCENTE NAS ESCOLAS (RELATÓRIO FINAL DO GRUPO DE TRABALHO criado pelo Despacho nº 25994/2005, de 25 de Novembro).

- O primeiro documento contém os princípios orientadores do trabalho em bibliotecas para o próximo ciclo de anos lectivos (isto agora é preciso pensar sempre em ciclos, sendo o próximo de 3 anos). Esta é a altura certa para rever a organização das bibliotecas, porque as regras que estiverem a funcionar em Outubro de 2006 serão provavelmente aquelas que vão valer para os próximos 3 anos.

Assim é bom que analisem bem este documento e efectuem as alterações necessárias na vossa escola antes do conselho pedagógico reunir pela última vez este ano e a direcção distribuir o serviço docente. Este despacho revoga o ponto 2 e 4 do Despacho Interno Conjunto nº 3 -I/SEAE/SEE/2002 de 15 de Março (que orientava a organização de bibliotecas) e o
Despacho 17 387/2005 de 12 de Agosto (que definia as normas de organização dos horários das escolas no ano passado)
Note-se que do DESPACHO INTERNO CONJUNTO N° 3 - I/SEAE/SEE/2002 de 15 de Março já tinham sido revogados anteriormente o ponto 1 e 3 pelo que ficam agora só os pontos 5 a 11. Podem consultar os
aqui os artigos que continuam em vigor
Destaques:
  • artigo 8, ponto 1, sobre a equipa BE/CRE: Competências nos domínios pedagógicos, de gestão de projectos, de gestão de informação e das ciências documentais. Não deve exceder os 4 elementos, incluindo o coordenador.
  • artigo 8, ponto 3 designa as funções a desempenhar para além das definidas em regulamento interno da escola.
  • artigo 8, ponto 3, alínea g) Representar a biblioteca escolar no conselho pedagógico, sempre que o regulamento interno o preveja
  • artigo 8, ponto 4, sobre habilitação para as funções de equipa BE/CRE
  • artigo 8, ponto 5, na equipa (e só depois de no ponto 4 se ter dado a preferência os professores com formação /experiência) dá-se preferência a docentes sem serviço lectivo ou com insuficiência de tempos lectivos artigo
  • 8, ponto 6 – perfil funcional
  • Artigo 12.Ocupação plena de tempos escolares
  • Artigo 12, ponto 8, alínea a) - actividades em salas de estudo
  • Artigo 12, ponto 8, alínea d) - leitura orientada
  • Artigo 12, ponto 8, alínea e) - pesquisa bibliográfica orientada
- Relativamente ao segundo documento, contém um conjunto de princípios orientadores (curiosamente foi publicado depois do despacho de organização do ano lectivo mas pelo que li, na área de bibliotecas, foi quase seguido à risca.

Para a área de Bibliotecas Escolares ver pag 17 e 18 nomeadamente:
- As bibliotecas deverão, a pouco e pouco, ser dotadas de um bibliotecário, com formação nas diversas componentes das suas tarefas.
- A afectação de recursos humanos ao trabalho da biblioteca deve ser efectuada de forma criteriosa: olhando à formação e interesses dos docentes, à capacidade de trabalho em equipa e à possibilidade de manutenção desta no decurso do tempo.
- A biblioteca não pode ser entendida como um local de aglomeração de docentes sem componente lectiva ou em horas de estabelecimento. Devem estar na biblioteca apenas os docentes necessários e com efectivo trabalho distribuído pela equipa de coordenação.
- As dotações orçamentais deverão ser adequadas à actualização criteriosa do acervo da biblioteca.
- A biblioteca escolar deverá institucionalizar mecanismos de abertura à comunidade educativa, nomeadamente aos Encarregados de Educação e de interligação com outras bibliotecas do meio envolvente, sejam elas de outras escolas, das autarquias, de associações, etc.
Votos de bom trabalho para o próximo ano, e aí está a pausa de actividades lectivas ideal para pensar e preparar o próximo ano lectivo. A primeira coisa é planear actividades e escolher a equipa. Claro que antes ainda é preciso fazer o relatório de actividades e arrumara a "casa" !
Mas não falem muito alto ou as pessoas ainda pensam que nós trabalhamos depois das aulas terminarem!

[ Ler Mais ]

Ler, escrever e ver TV

Peanuts: colocada a 17 Maio 2006

[ Ler Mais ]

Carrinhas de valores

BD do Bandeira - publicado no Diário de Notícias a 15/06/2006 .
Já agora se alguém tiver a tirinha de 2 de Junho agradecia o envio (é sobre o plano nacional de leitura e está um espanto!)

[ Ler Mais ]

Dia Internacional das bibliotecas escolares

O Dia Internacional das Bibliotecas Escolares (ISLD) comemora-se a 23 de Outubro de 2006 (uma segunda-feira como sempre) sob o tema: LER, SABER, FAZER. Mais informações no site da especial da IASL .
Este ano pretende-se que o mesmo dia seja proclamado, em cada país, como dia nacional das bibliotecas escolares. Para o efeito foi produzido um documento modelo para envio às autoridades nacionais como forma de relembrar a importância das bibliotecas escolares na promoção do sucesso escolar.
E já que está aqui aproveite para conhecer estudos sobre a importância das bibliotecas escolares !

Endereços:

[ Ler Mais ]

Ano Lectivo 2006-2007 e as BeCre

O ano escolar de 2006-2007 já está a ser preparado e o documento Organização do Ano Lectivo 2006-2007 foi apresentado em Maio aos directores/presidentes dos órgãos de gestão de escolas pela equipa ministerial, estando disponível desde segunda-feira no site do ministério. Este documento apresenta as linhas mestras do que será o próximo ano escolar e suas opções. Com interesse para as bibliotecas transcrevemos algumas partes.
Não era aquilo que o gabinete da RBE propôs ao ministério mas já é uma melhoria, introduzindo-se uma diferenciação de bibliotecas escolares pelo número de alunos. Um dia podemos chegar aos quadros especiais. Mas há mais coisas para reflectir, sendo que neste próximo ano a formação contínua em bibliotecas é prioritária.

Bibliotecas Escolares (pag. 39)

Horas para o Coordenador:

  • Escolas até 500 alunos – 8 horas
  • Escolas com + 500 alunos – 11 horas

Perfil Coordenador:

  • Formação especializada – ciências documentais, BAD, bibliotecas, etc.
  • Experiência na função.
  • Garantia de continuidade de trabalho.

Constituição da equipa:

  • Docentes com formação na área das Bibliotecas.
  • Docentes com diferentes formações de origem para apoio a alunos.

Outras coisas interessantes, nomeadamente a criação do cargo coordenador TIC (algumas escolas já tinham este coordenador desde Janeiro) que pode facilitar parte do nosso trabalho.

Cargos que implicam redução da componente lectiva (pag. 35)

  • Direcção de turma
  • Delegado à profissionalização
  • Professor responsável por grupo/equipa do Desporto Escolar

Em todos os restantes cargos de orientação educativa e de supervisão pedagógica, sempre que o docente tenha horas de redução ao abrigo do artigo 79 do ECD, o desempenho desses cargos será exercido nessas horas, não tendo, portanto, direito a uma segunda redução.

Outros créditos atribuídos aos Agrupamentos/escolas (pag. 38)

  • Grupos/equipas do desporto escolar (a definir)
  • Coordenador TIC (Despacho nº 26 691/2005) - 6/8/9 horas
  • Coordenação pedagógica do ensino recorrente - 2 h por turma
  • Direcção de turma - 2 h por turma
  • Professor coordenador Biblioteca Escolar (CRE) - 11 h (+ 500 alunos) / 8 h (Até 500 alunos)

[ Ler Mais ]