Avançar para o conteúdo principal

Embustes literários

Classificar livros como sendo biografias [CDU 929] não deixa de ser um acto de confiança cada vez mais difícil de apresentar... pois "parece" que os autores têm tendência para embelezar a sua vida. Por vezes os factos são tão alterados que acabamos por estar na presença de obras de ficção [CDU 82-3].
Se já se escreveu um "Dicionário dos lugares imaginários" (Alberto Manguel e Gianni Guadalupi) ou um "Livro dos seres imaginários" (Jorge Luis Borges), também já se escreveu muita coisa relativo a 'factos' imaginados.
O último caso a ter relevo na imprensa já é do ano passado, ligada a James Frey autor de "A Million Little Pieces" que afinal tinha muito de mentira na sua biografia.
Mas não deixa de estar em boa companhia, o embuste literário sempre foi muito bem conceituado, desde as obras até aos próprios autores que por vezes também são ficções... e não estou a falar dos heterónimos e muito menos dos pseudónimos!

Para recordar, os embustes literários mais famosos (comprovados):
1999: Andreas Karavis - Poemas [David Solway]
1993: Anthony Godby Johnson - Rock and A Hard Place [Vicki Fraginals]
1988: Crad Kilodney - Contos [trabalhos originais de outros autores]
1983: Adolf Hitler - Diários Gerd Heidemann e Konrad Kujau
1980: The Salamander Letter - Martin Harris [Mark Hofmann]
1977: Forrest Carter - The Education of Little Tree [Asa Earl Carter]
1971: Go Ask Alice - Diário [Beatrice Sparks]
1970: Thomas Rowley - Poemas [James Macpherson]Publicar
1970: Howard Hughes - Biografia [Clifford Irving e Richard Suskind]
1950: O evangelho secreto de S. Marcos [Morton Smith]
1960: Linhagem da dinastia dos Merovíngios - Godfrey de Boullion [Pierre Plantard]
1944: Ern Malley - The Darkening Ecliptic [James McAuley e Harold Stewart]
1860: Protocolos dos Sábios do Sião [Hermann Goedsche]
1790: Vortigern e Rowena - W. Shakespeare [William Ireland]
1769: Ossian - Fragmentos de poesia antiga [Thomas Chatterton]
ca. 760 : A doação de Constantino [?]
IV a.C.: Sófocles - Parthenopaeus [Dionysius, o renegado]


Alguma Webliografia:

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Porque amo a minha biblioteca escolar?

"Why I Love My School Library" é o tema do MIBE - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares que se comemora em Outubro de 2018.
Um tema que, segundo a IASL, se enquadra no objetivo deste ano de análise aos impactos da biblioteca escolar.
Porque amo a minha biblioteca escolar? Outubro será um bom momento para pensar nas nossas bibliotecas e nos nossos utilizadores. Porque é que gostamos das bibliotecas escolares? E o que não gostamos nelas?  Duas perguntas importantes e a fazer desde já. Todas as respostas serão motivos para estratégias de melhoria a realizar ao longo do ano letivo que agora se inicia.


Infos: IASL - https://iasl-online.wildapricot.org/advocacy/islm/index.html

DigCompEdu Competência Digital para Educadores

Foi lançado, em português, o Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores - DigCompEdu, um documento destinado docentes, da Educação Pré-Escolar ao Ensino Secundário, Ensino Superior e Educação de Adultos, incluindo formação geral e profissional, educação especial e contextos de aprendizagem não formal.

Nele são apresentadas 22 competências, organizadas em 6 áreas, e um modelo de progressão para ajudar os docentes a avaliarem e desenvolverem a sua competência digital.
Este referencial, criado no âmbito da iniciativa DigComp da Comissão Europeia, pretende ajudar os estados membros na promoção das competências digitais dos seus cidadãos e impulsionar a inovação na educação.

Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores Responde à consciencialização crescente entre muitos estados membros europeus que os educadores precisam de um conjunto de competências digitais específicas para a sua profissão de modo a serem capazes de aproveitar o potencial das tecnologias digitais …