Google Pesquisa de livros

O GooglePrint (ex GoogleBooks) agora é "Google Pesquisa de livros"

Ainda está a iniciar no nosso idioma, os portugueses não gostam muito de deixar reproduzir os seus documentos... mas o mundo avança. Fico a pensar na figura de velho que vou fazer daqui a 3 ou 4 anos quando disser algo do estilo: "no meu tempo os livros não estavam todos em linha! Era mesmo preciso ir a uma livraria ou a uma biblioteca das antigas!".

Fica o agradecimento do Google às Bibliotecas e Universidades:

Bibliotecas e universidades
Este acordo não teria sido possível sem a ajuda de todas as bibliotecas que preservaram estes livros e iniciaram, agora, uma parceria connosco para que muitos deles possam ser encontrados on-line. Estamos satisfeitos com o facto deste acordo criar novas oportunidades para as bibliotecas e universidades oferecerem aos respectivos patronos e alunos acesso a milhões de livros, para além das suas próprias colecções.
Além das assinaturas institucionais e dos terminais de acesso público gratuitos, o acordo também cria oportunidades para os investigadores estudarem os milhões de volumes no índice da Pesquisa de livros. Os académicos poderão dirigir-se a uma instituição e executar consultas de computador através do índice sem terem de ler os livros individualmente.
http://books.google.com/intl/pt-PT/googlebooks/agreement/

[ Ler Mais ]

Windows 7

A história do sistema operativo Windows vai para a sua sétima versão... o Windows 7

Este primeiro vídeo é uma apresentação dos vários sistemas já lançados com a visão do 7


Este vídeo é uma recordação mais animada: um bom vídeo com algumas das imagens que mudaram o mundo da informática!
Nota: o sistema Longhorn que aparece no final é o sistema que a Microsoft não conseguiu terminar... e acabou por ser embrulhado incompleto e em versão light com o nome de Vista. Como ainda não morreu vai sair um novo embrulho com o nome de Windows 7 previsto para 2010! E lá vamos ficando à espera do Longhorn final!



E agora para algo completamente diferente, aumente o volume do som e irrite os seus colegas de trabalho com estes sons históricos: o início e o encerramento das várias versões do Windows. Sempre é um modo de testar os princípios de Pavlov!

[ Ler Mais ]

Memória que se desvanece

A propósito do dia mundial da Herança Cultural, a International Federation of Film Archives (FIAT) produziu um vídeo sobre o desaparecimento da memória visual, um problema global e actual. O vídeo contém comentários de especialistas e é acompanhado por muitas das imagens que se tornaram ícones da civilização do audiovisual:

A Fading Memory
Les vingt quatre heures de la télé
INA - 17/09/2005 - 00h07m59s

Ver vídeo: carregue aqui

[ Ler Mais ]

27 Outubro - Dia Mundial da Herança Audiovisual

27 Outubro 2008 - Dia Mundial da Herança Audiovisual (UNESCO World Day for Audiovisual Heritage)

Tema: A herança audiovisual como testemunha da diversidade cultural (The Audiovisual Heritage as a Witness of Cultural Diversity)

"Um dia para reflectir sobre o poder do cinema, televisão e rádio na transmissão de ideias e informação e ao mesmo tempo favorecer o diálogo entre comunidades de todo o mundo." Mensagem do Sr. Koïchiro Matsuura, Director-Geral da UNESCO

http://www.ccaaa.org/wdavh/

[ Ler Mais ]

Preparing for the Unexpected


Disaster Preparedness Program: "Preparing for the Unexpected: Protecting Collections and Staff from Disaster"
27 & 28 October 2008, Poughkeepsie, New York.

Presented by the Conservation Center for Art and Historic Artifacts.

[ Ler Mais ]

Computadores a tiracolo

Computadores para as massas escolares, mas... quem paga a internet, quem paga a electricidade, quem paga as actualizações, quem paga os arranjos, quem paga a manutenção, quem faz as configurações nas salas de aulas?

E acima de tudo, quem faz e fornece os conteúdos, quem organiza a informação, quem torna realmente útil a informática.

A falta de computadores é um problema. Mas a sua existência não resolve os problemas do ensino.

Em tempos alguém pensou que um televisor poderia substituir os professores e criou-se a Tele-Escola. E dela ficaram as cassetes. Mudam as tecnologias, mudam os sonhos. Na era da informática a ilusão é colocar o computador em todo o lado.
O computador tende para a mudança do modelo de ensino, mas não vai substituir a escola... nem as bibliotecas escolares.
No entanto as bibliotecas (e as escolas) não podem apenas assobiar para o lado enumerando os problemas tecnológicos: têm de encontrar soluções, têm de se regenerar.
É é nos produtos e conteúdos informacionais que se podem regenerar e fornecer matéria prima ao mundo de informática a tiracolo em que se pode ver o ensino a entrar.
Porque o papel substituiu o papiro, mas as bibliotecas continuaram a existir! A mudança é hoje diferente, mas não deixa de ser mais uma mudança e possibilidade de recriação das próprias bibliotecas.

[ Ler Mais ]