Avançar para o conteúdo principal

Princípios internacionais de catalogação: versão final

Publicada hoje em português a versão final da "Declaração dos princípios internacionais de catalogação", tendo como designação formal "Statement of International Cataloguing Principles" (ICP)

«Esta declaração substitui e amplia os Princípios de Paris, incluindo, além dos trabalhos meramente textuais, todos os tipos de materiais e além da escolha e forma de entrada, todos os aspectos de dados bibliográficos e de autoridade usados em catálogos de biblioteca.
Inclui não somente princípios e objectivos (i.e., funções do catálogo), mas também regras orientadoras que devem ser incorporadas aos códigos de catalogação em âmbito internacional, assim como orientações que viabilizem a busca e recuperação.»

Esta declaração cobre:
  1. Abrangência
  2. Princípios Gerais
  3. Entidades, Atributos e Relações
  4. Objectivos e Funções do Catálogo
  5. Descrição Bibliográfica
  6. Pontos de Acesso
  7. Fundamentos para Aperfeiçoamento da Busca
Nota: tradução para o Português por Lidia Alvarenga e Márcia Milton Vianna, Universidade Federal de Minas Gerais

Links:
Actualização: versão pt-PT (traduzida por Fernanda Maria Campos, Maria Inês Cordeiro, Rosa Maria Galvão da Biblioteca Nacional de Portugal)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

DigCompEdu Competência Digital para Educadores

Foi lançado, em português, o Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores - DigCompEdu, um documento destinado docentes, da Educação Pré-Escolar ao Ensino Secundário, Ensino Superior e Educação de Adultos, incluindo formação geral e profissional, educação especial e contextos de aprendizagem não formal.

Nele são apresentadas 22 competências, organizadas em 6 áreas, e um modelo de progressão para ajudar os docentes a avaliarem e desenvolverem a sua competência digital.
Este referencial, criado no âmbito da iniciativa DigComp da Comissão Europeia, pretende ajudar os estados membros na promoção das competências digitais dos seus cidadãos e impulsionar a inovação na educação.

Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores Responde à consciencialização crescente entre muitos estados membros europeus que os educadores precisam de um conjunto de competências digitais específicas para a sua profissão de modo a serem capazes de aproveitar o potencial das tecnologias digitais …

Bibliotecas públicas: poucos empréstimos e pouco uso dos computadores

A organização "Public Libraries 2030", em conjunto com a Federação Internacional de Associações de Bibliotecas (IFLA), criou um conjunto de fichas sobre bibliotecas e competências, que mostra os principais dados estatísticos das bibliotecas relacionados com os dados do DESI (Digital Economy and Society Index) da UE.
Isto fornece uma mistura surpreendente de dados para utilização junto aos formuladores de políticas locais e europeias.


Portugal:

1 biblioteca pública por cada 22 833 habitantes. 1.7 milhões de empréstimos.Sem dados sobre empréstimo de ebooks. 93% das bibliotecas permite acesso à Internet a 100 mil adultos por ano.População com poucas competências digitais e competências não adequadas ao meio laboral



Só para comparar e ver como os números de portugal estão muito em baixo... veja-se Espanha:



Mais países em: https://publiclibraries2030.eu/resources/eu-library-factsheets/

"Public Libraries 2030" é uma organização sem fins lucrativos que nasceu do programa B…