Twitter: falar para ninguém?

Muito provavelmente já terá mandado um SMS para alguém no mesmo congresso... ou na mesma reunião. E como era uma mensagem importantíssima que nem podia aguardar pela pausa para café, deve ter pensado em mandar a mesma mensagem para mais que um dos membros dessa reunião? Então está a precisar de aderir ao Twitter: é como um SMS para um conjunto de seguidores.
Tecnicamente é uma ferramenta de blogue (publicação em formato micro) com mensagens limitadas a 140 caracteres (as contas pagas vão agora poder ir até aos 1000 caracteres).
O Twitter é uma moda da web social mas já faz agora 3 anos. Define-se como um serviço para amigos e colegas de trabalho mas vai muito além disso. Inicialmente popularizado entre a comunidade de jovens tecnológicos, está a alargar a sua área de actuação a empresas como meio de comunicação de novidades ou para políticos para manterem os informados os seus eleitores. (veja-se a lista dos membros do Congresso dos EUA que twitam ).

O certo é que em certa medida o «Twitter está a mudar a forma com que as pessoas se sociabilizam e se comunicam online» (ver entrevista de Biz Stone, co-fundador do Twitter)
Nos EUA o Twitter já passou barreiras de idade e uma das questões dos últimas semanas foi: é ou não adequado a um congressista mandar mensagens para o twitter enquanto o Presidente faz um discurso à nação no Congresso?

  • Sobre o mesmo assunto podem ler também aqui e aqui ou assistir à fabulosa reportagem do Daily Show que põe a nu a dependência destas novas tecnologias de comunicação
Tendo em conta o investimento do candidato Obama na campanha pelos media sociais, será este mais um caso de "fizeste a cama, agora deita-te nela"? Ou mais uma fuga às normas de etiqueta social?

Nos EUA muitas bibliotecas agarraram este modo de comunicação e não deixam que o seu leitor esteja sem informação. Afinal se, como Eric Schimdt CEO do Google diz o Twitter é 'e-mail de pobre' porque não utilizar recursos adequados ao tempo de crise?
Ou seja já não serve apenas para responder à questão: o que é que estás a fazer?

Curioso: Comecemos pelo principio com uma explicação para o Twitter:





Agora já se pode registar, enviar mensagens pelo telemóvel ou pela web, e acompanhar pessoas ou empresas para se manter em contacto com a sua vida ou ideias
Mas nunca se esqueça desta máxima, válida igualmente para outros serviços da web social: os amigos do Twitter não são exactamente seus amigos! Afinal Twit (a origem de twitter) significa, em "inglês de rua", uma pessoa insignificante, palerma ou chata!




Já agora... não sou um utilizador inveterado do Twitter mas sempre pode ficar informado sobre artigos que publico ou coisas do género: basta seguir o pizidoro
E para quem não twita que isso não seja razão para não se registar nos seguidores do blogue, mais um recurso do Google para leitores de blogues e que encontra na coluna do meio deste blogue!

E com o uso do Twitter surgem mais umas pseudo palavras tecnológicas: twita, twitar, twit... de quem usa o Twitter!