Avançar para o conteúdo principal

Plágios e fraudes: sites e software

Na sequência do artigo anterior sobre o problema do Plágio ficam aqui links para documentos web e software anti-plágio, sendo certo que alguém terá dito que "Roubar ideias de uma pessoa é plágio. Roubar de várias, é pesquisa (ou Tese!)".


Leitura de Referência:

Para reflexão e curiosidades:
Soluções para professores:
A estratégia adequada para comparar trabalhos recebidos é utilizar soluções informáticas que permitam comparar trabalhos recebidos no mesmo ano ou anos anteriores. As s nunca mais aceitem trabalhos sem ser em formato digital!!
A solução de recurso é uma simples pesquisa de uma frase no Google: é um método muito falível mas iam ficar surpresos com os resultados!

Com o Plano tecnológico de Educação a avançar e a prometer um repositório com os trabalhos dos alunos durante o seu tempo de permanência na escola algo vai ter de mudar neste sector. Será assim necessário começar a exigir trabalhos em forma digital aberta (PDF não encriptado ou protegido contra selecção de texto) de modo a permitir futuras comparações de textos numa base de dados nacional.

Software
Existem já vários programas informáticos para detectar plágios, mas é um tema que ainda está no seu início e com alguns em fase de projecto não desenvolvido.
Nesta lista nem todos os programas estão actualizados ou trabalham da mesma forma no reconhecimento de termos ou estão adaptados ao idioma português, mas ficam aqui os links como base de informação!

Plágio de textos: Serviços online
Plágio de textos - Software

Plágio de código informático

E os alunos por onde andam?
Nas "Paper mills" ou "Cheat houses" que são sites com trabalhos escolares prontos a utilizar (e em reciclagem entre escolas)!
Vamos optar por bloquear estes sites (e outras formas de propagação)? Não será adequado e a solução passará mais pela acção dos professores começarem precisamente por mostrar aos alunos estes sites. Só depois valerá a pena explicar o problema da sua utilização.
Naturalmente no final é necessário um sistema de detecção de plágios estabelecido de forma institucional: o plágio não é igual a copiar uma pergunta num exame, é uma negação cultural.


Citação não é plágio: as imagens do artigo foram tiradas de:
www.brasilescola.com/upload/e/plagios%20no%20ambito%20escolar.jpg
www.farejadordeplagio.com.br/logo3.jpg
http://casadogalo.com/wp-content/uploads/copia-plagio.jpg

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Elsa Conde e Teresa Calçada no PNL2017

A implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura até 2027 ficará sob responsabilidade de uma comissão que inclui os Ministérios da Educação, Cultura e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
A comissão interministerial a ser presidida por Teresa Calçada e Elsa Maria Conde estará dependente do Ministério da Educação, em articulação com as tutelas da Cultura e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Objetivo: "Fazer uma aposta abrangente na leitura, seja a literária, científica, em papel ou noutros suportes" (Teresa Calçada).

O PNL quer agora “levar a leitura a outras esferas da sociedade”, mostrando que esta “não é apenas património de alguns” e promovendo hábitos de leitura ao longo da vida: junto de famílias, crianças, jovens e adultos. E, sem descurar o papel das bibliotecas escolares, pretende-se criar condições para a promover nas instituições de ensino superior e da rede de centros de Ciência Viva.

“Em todos os locais onde seja possível dizer 'ler é bom…