ISBD: exemplos completos mas sem DVD!

Como complemento à publicação da versão consolidada da ISBD ( International Standard Bibliographic Description) foram agora publicados pela IFLA os Exemplos completos ISBD.
É constituído por uma coleção de registos bibliográficos de acordo com as determinações ISBD. Os exemplos são apresentados em vários idiomas, preparados pelas agências nacionais.
É uma leitura obrigatória para catalogadores, com exemplos interessantes que servem para clarificar e padronizar práticas.


Um aspecto negativo salta à vista: mais uma vez os vídeos digitais ficaram de fora. Este ostracismo a que os DVD são votados pelos catalogadores em Portugal (e nem só daqueles que deviam colocar em público as práticas e referenciais nacionais) é impressionante. Comparar as práticas de catalogação de DVD e de livro é ver o dia e a noite nos níveis de exigência técnica.

Até existem normas internacionais sobre a catalogação de DVD e recursos electrónicos, existe uma ISBD consolidada, até já saíram umas regras de catalogação que são portuguesas mas não nacionais. Tudo isto esbarra no facto de nunca se ter publicado o 2º volume das Regras Portuguesas de Catalogação!
Já perdia conta do número de anos em que ouço falar de grupos de trabalho na BN que agora até já é BNP, de campos que faltam nos programas informáticos, de manuais de catalogação da rede de bibliotecas públicas (que foi feito mas nunca foi aprovado), de referenciais, etc, etc, e nada sai cá para fora.
Esta é já uma situação insustentável e alguém vai ter de ser o primeiro a colocar a cabeça de fora.
Sendo assim nos próximos dias irei publicar um referencial para catalogação de documentos DVD com filmes como conteúdos e já aplicado aos programas informáticos.
Entretanto vejam os registos ISBD de outros idiomas... nesses países parece que se catalogam os DVD... a sério!

Documentos: