Avançar para o conteúdo principal

Triliões: o futuro da idade da informação

A história da computação enfrenta um desafio ou melhor um Trilião deles. E daí dependerá o futuro da idade da informação:




Mas quanto é realmente um trilião?
É tudo uma questão de escalas e do país onde estiver? Confuso?
A designação dos grandes números segue duas regras internacionais distintas, conhecidas por “escala curta” e “escala longa”.
A escala curta, usada nos países anglo-saxónicos, muda o nome 3 em 3 “casas” : milhão, bilião, trilião, etc.
A escala longa só muda o nome de 6 em 6 casas, pelo que obriga a recorrer ao milhar de milhão, etc.

Em Portugal e na Europa continental, é adoptado o seguinte critério (escala longa):
mil = 1 000 = 10^3
milhão = 1 000 000 = 10^6
mil milhões = 1 000 000 000 = 10^9
bilião = 1 000 000 000 000 = 10^12
mil biliões = 1 000 000 000 000 000 = 10^15
trilião = 1 000 000 000 000 000 000 = 10^18
mil triliões = 1 000 000 000 000 000 000 000 = 10^21

Mais simples?
Portugal usa, actualmente, a chamada «regra do n-lião», em que "n" é o expoente da potência a que se eleva "1 milhão". A regra N é dada pela expressão designatória: 10 elevado a 6N = (N) ilião. Geralmente temos, no lugar do N, bi, tri, etc
Assim:
1 milhão=(10^6)
1 bilião=(10^6)^2
1 trilião=(10^6)^3
1 quadrilião=(10^6)^4

Mas nos países anglófonos (e Brasil) é utilizada a escala curta pelo que
"billion" tem o valor de 1 000 000 000 ou seja 10^9 e não os 10^12 da escala longa, e "trilion" tem o valor de 1 000 000 000 000 ou seja 10^12 e não os nossos 10^18.

Assim do ponto de vista europeu o problema informático é muio mais pequeno pois o trilião de informações será apenas um simples bilião. Agora como é que enganamos os computadores?!

Literatura:

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Elsa Conde e Teresa Calçada no PNL2017

A implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura até 2027 ficará sob responsabilidade de uma comissão que inclui os Ministérios da Educação, Cultura e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
A comissão interministerial a ser presidida por Teresa Calçada e Elsa Maria Conde estará dependente do Ministério da Educação, em articulação com as tutelas da Cultura e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Objetivo: "Fazer uma aposta abrangente na leitura, seja a literária, científica, em papel ou noutros suportes" (Teresa Calçada).

O PNL quer agora “levar a leitura a outras esferas da sociedade”, mostrando que esta “não é apenas património de alguns” e promovendo hábitos de leitura ao longo da vida: junto de famílias, crianças, jovens e adultos. E, sem descurar o papel das bibliotecas escolares, pretende-se criar condições para a promover nas instituições de ensino superior e da rede de centros de Ciência Viva.

“Em todos os locais onde seja possível dizer 'ler é bom…

Se conduzir... não leia!

Se conduzir não leia... mesmo que seja James Patterson!

O condutor de 53 anos dá uma desculpa, de arrepiar, sobre a sua condução errática: estava a ler o último thriller de James Patterson.
Foi multado por não conduzir com o devido cuidado (EUA, Minnesota).

Se conduzir não leia!


YouTube - https://youtu.be/THSDhl07Vt0

Saiba mais sobre James Patterson.

Original em TODAY.com (22/01/2016) - Distracted driver's excuse to cop: I was reading James Patterson