Avançar para o conteúdo principal

Windows7: no meu computador funciona sempre tudo bem

A Microsoft marcou para Outubro de 2009 a renovação do seu principal sistema operativo, trazendo agora o Windows 7 para sucessor Windows Vista. Este fim de semana, e pouco depois da versão internacional, já está à venda a versão em português do Windows 7 o que torna este sistema a nova referência no mercado Windows.

O novo sistema é mais rápido, mais leve, menos exigente, mais compatível com drivers anteriores, possui funcionalidades interessantes mas o utilizador habituado ao Windows Vista não vai sofrer nenhum choque quando o ligar. Já o utilizador do Windows XP sentirá a diferença... afinal já passaram uns aninhos!
Em termos de tecnologia este sistema operativo tem sido mimado por todos, aparecendo como a solução para quem não quer usar o windows vista.
Comigo é mais uma mudança que faço quase todos os 3 anos... o tempo médio de duração de um sistema operativo da Microsoft. Isto claro desde o Windows 3.11 (inclui passagens pelo Windows 95, 98, Millenium, XP, Vista). Em termos de sistemas windows o meu portátil ainda vai ficar com o XP mas o computador principal fica com o Windows 7.
Porque mudo? Não é porque não goste do sistema anterior, mas sim porque o seguinte é melhor, tem mais funcionalidades e melhor desempenho. Aliás, como uma das minhas frases favoritas refere "no meu computador funciona sempre tudo bem", nunca percebi as reclamações sobre o Windows Milenium ou o Windows Vista (dois sistemas mal amados pelos informáticos). É que ou eu tenho sempre sorte com os sistemas que instalo nos vários computadores (pois funcionam sempre bem) ou então há gente muito distraída (basta recordar que a maior reclamação sobre o Vista era simplesmente uma configuração de controlo de conta do utilizador que era uma boa opção mas que também se podia mudar num segundo). Para os curiosos o controlo de conta continua a existir no Win7... mas agora já o sabem desactivar, certo?!

E porque nem toda a gente já testou... ficam aqui umas respostas rápidas:
  • É bom? É!
  • É a resposta a todo os males do mundo informática? Não!
  • É preciso mudar o computador que tenho? Se funcionava com o Vista funciona com o Windows 7. Aliás até bem melhor, incluindo drivers, etc. Se desligar a funcionalidade AERO até o pode correr em qualquer máquina Pentium III, 800 Mhz e com 500 Mb de Ram. A sério!
  • Posso actualizar a partir do Windows XP? Não, só a partir do Vista. Quem tem o XP terá de instalar tudo de novo. Aliás instalar de raiz num disco limpo (e de preferência dos novos!) é sempre a melhor aposta. Tudo o resto é despesa para o futuro!
  • Vale a pena pagar pela actualização a partir do Vista? Se for muito exigente no seu trabalho a resposta será sim. A médio prazo, e a evolução natural das coisas, o Windows 7 será o seu sistema: quem sabe o Pai Natal...!
  • É o último sistema da Microsoft? Claro que não.. daqui a 3/4 anos deve sair o sucessor, o Windows 8!

Para bibliotecários escolares em Portugal:
  • O Windows7 permite correr o programa de Gestão da biblioteca da minha escola? O Bibliobase, Porbase5 e Docbase funcionam bem e sem problemas! Quanto a outros não testei.
  • Os computadores do PTE vêm com o Windows Vista, acabaram de ser instalados na minha biblioteca e ainda nem sequer aprendi a trabalhar com esse sistema. Posso actualizar logo para o Windows 7? Sem comentários... é a vida!

Conclusão final: pode viver sem o Windows 7? Pode... mas não é a mesma coisa!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Porque amo a minha biblioteca escolar?

"Why I Love My School Library" é o tema do MIBE - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares que se comemora em Outubro de 2018.
Um tema que, segundo a IASL, se enquadra no objetivo deste ano de análise aos impactos da biblioteca escolar.
Porque amo a minha biblioteca escolar? Outubro será um bom momento para pensar nas nossas bibliotecas e nos nossos utilizadores. Porque é que gostamos das bibliotecas escolares? E o que não gostamos nelas?  Duas perguntas importantes e a fazer desde já. Todas as respostas serão motivos para estratégias de melhoria a realizar ao longo do ano letivo que agora se inicia.


Infos: IASL - https://iasl-online.wildapricot.org/advocacy/islm/index.html

Leituras essenciais Português 11º ano

Estas são as obras literárias para as leituras essenciais propostas para a disciplina "Português" (11.º ano)


A partir do próximo ano lectivo, as aprendizagens essenciais vão substituir as metas curriculares.

Estes documentos estão em consulta pública até 27 de Julho na página da Direcção-Geral da Educação http://www.dge.mec.pt/noticias/consulta-publica-aprendizagens-essenciais


Apesar de insistir que os programas das disciplinas continuam em vigor, o Ministério da Educação indicou ao PÚBLICO que os exames vão passar a avaliar “o que está disposto nas aprendizagens essenciais”. O que acontecerá já em 2019/2020 para os alunos do 11.º ano. Fonte: https://www.publico.pt/2018/07/18/sociedade/noticia/os-maias-deixam-de-ser-leitura-obrigatoria-no-secundario-1838325