Escolas modernas ou nem tanto!

[ Ler Mais ]

Leitura no meio do capim

A foto é bela. O local também (Zimbabué ou Rodésia como quando lá ia às compras ao fim de semana). É o exemplo da acção de uma bibliotecária escolar (Ann Taber, Michigan -EUA) e resultado da criação da Biblioteca da Escola Primária de Hartzell em Umsasa, Mutare.
O artigo é de 1999 mas é sempre bom recordar estes exemplos de vida.
Leia o artigo:
Se alguém estiver a pensar em reformar-se, aqui fica a ideia a seguir (Moçambique é logo ali ao lado):

[ Ler Mais ]

Batbibliotecária

Como este ano o Carnaval e os Óscares partilham a mesma semana, fica aqui uma sugestão para as bibliotecárias: Batgirl pois esta de dia era bibliotecária. Mas atenção que Batgirls há muitas e por isso os fatos não são todos iguais!

Ao longo das histórias Batman surgiram várias personagens como Batwomen e Batgirl, sendo que as primeiras foram as Kane: a rica herdeira Kathy Kane (Batwoman) e posteriormente a sua sobrinha Betty Kane (como Batgirl).
É Barbara Gordon (a filha do comissário de polícia e a que surgiu de 1966 a 1988) que de dia é bibliotecária principal (com um "doctorate in library science") na Biblioteca Pública de Gotham City e à noite combatente do crime.

Da galeria de parceiras femininas para Batman e Robin fizeram ainda parte as personagens Helena Bertinel, Cassandra Cain e Charlotte Gage-Radcliffe. Tudo sempre para amenizar a imagem demasiado solitária do duo masculino, mesmo com a Catwoman à solta.

Para uma orientação estética aqui fica a imagem de Yvonne Craig no papel de Barbara Gordon na série Batman, criada para a TV nos anos 60. Os fatos iniciais são sempre em cores vibrantes mas nas versões mais modernas o fato é todo negro, em pele. Um detalhe na foto: no vídeo a bibliotecária "adequadamente" utiliza óculos que faltam na foto!

Nota sobre o vídeo: o segmento apresentado não terá sido emitido pois era o piloto para uma série sobre a Batgirl mas serviu para lancar a série Batman para uma terceira época (1968). Já as onomatopaicas em filme são sempre uma saudosa honra à BD.
Literatura:
Videografia:

[ Ler Mais ]

Óscares 2009 e literatura

Para as bibliotecas os prémios da Academia para 2009 permitem várias possibilidades na ligação entre o cinema e a literatura. 2009 foi um bom ano na adaptação de obras ao cinema com várias obras literárias em acção.

É agora altura de dar destaque aos livros que inspiraram/foram adaptados ao cinema:

  • Vikas Swarup - Slumdog Millionaire (título: Q&A)
  • F. Scott Fitzgerald (1896-1940) - The Curious Case of Benjamin Button
  • Bernhard Schlink (1944- ) - The Reader (no original: Der Vorleser)
  • John Patrick Shanley (1950- ) - Doubt [peça de teatro]
  • Richard Yates (1926-1992) - Revolutionary Road
  • Amanda Foreman (1966- ) - The Duchess (título "Georgiana, Duchess of Devonshire")
  • Mike Mignola (1960- ) - Hellboy II: The Golden Army (Banda Desenhada)
  • Mark Millar (1969- ) e J.G. Jones - Wanted (Banda Desenhada)
  • Nechama Tec (1969- ) - Defiance (título "Defiance: the Bielski Partisans")
  • Stefan Aust (1946- ) - Der Baader Meinhof Komplex
  • François Bégaudeau (1971- ) - Entre les murs
  • Roddy Doyle (1958- ) - New Boy
  • Lars Saabye Christensen (1953- ) - Grisen
Nota: um prémio para quem descobrir o ano de nascimento de Vikas Swarup e de J.G. Jones!

Links para os filmes: http://www.imdb.com/features/rto/2009/oscars/

[ Ler Mais ]

Prémios da Academia, Bollywood 2009

A noite de Óscares de 2009 (devia dizer-se Academy Awards, USA 2009) foi um espectáculo limpinho e sem rasgos. Actores sem espontaneidade num espectáculo profissional que tecnicamente correu bem.
Os apresentadores da TVI estavam extasiados com o espectáculo... mas acho que estavam a ver outro canal.
Chato e aborrecido e ainda tentavam dizer que o apresentador estava a seguir os passos de Billy Crystal! Estão a precisar de rever espectáculos antigos!
Aliás até chegarmos aos prémios dos actores principais a percentagem de imagens pré-gravadas deve ter sido das mais elevadas dos últimos 20 anos.
Nem o presidente da entidade promotora do espectáculo teve possibilidade de falar, ficando-se por um curto aceno do seu lugar na plateia. Mais um pouco e era dispensável o espectáculo.
Os momentos musicais foram confrangedores, Peter Gabriel recusou-se a actuar e ficámos com um medley.

Salvou-se o final apresentação dos Óscares para melhor actriz e actor, dois momentos de alta qualidade, com um apresentador premiado no passado a introduzir cada nomeado sem recurso ao vídeo. Uma passagem de testemunho com elogios à carreira e muita informalidade e intimidade. As emoções naturalmente subiram.
Já para anunciar os filmes bastou um realizador: Steven Spielberg. Este acabou por entregar o prémio esperado para Slumdog Milionaire... que acabou por encher o palco com parte do elenco (e ainda havia mais na plateia e na Índia)!

Mas se é para isto, para tentar comercializar ainda mais os prémios, então reduzam o número de prémios, ficamos pelos actores principais, realizador e filme. Só ficam a perder os cinéfilos.

Em termos de prémios o destaque vai naturalmente para Slumdog Millionaire, 8 estatuetas em dez possíveis, isto tudo numa altura em que Hollywwod também se rende à máquina de filmes que é Bollywood. Slumdog não é um genuíno filme "Massala" mas é um filme condimentado para os ocidentais. E a fórmula resultou... num ano em que os filmes a concurso não são de entusiasmar as plateias: não há filmes de época, épicos, acção ou ficção científica. É um ano de crise para os donos das salas de cinema e vendedores de pipocas(!).

Extra:
Todos os vencedores da noite em: http://www.imdb.com/features/rto/2009/oscars/

[ Ler Mais ]

Notação CDU para os melhores filmes 2009

Notações CDU
Os nomeados para Melhor filme 2009 e respectiva classificação CDU:

  • Slumdog Millionaire (2008): Danny Boyle, Loveleen Tandan
    CDU - 791.221.4 [Melodrama/Romance]
    791.223.2 [Filmes de Leste. Asiático. Indiano/Chinês]
  • The Curious Case of Benjamin Button (2008): David Fincher
    CDU - 791.221.8 [Fantasia]
  • Frost/Nixon (2008): Ron Howard
    CDU - 791.224 [Filme histórico]
    791.229:929NIXON, Richard [Biografias]
  • Milk (2008/I): Gus Van Sant
    CDU - 791.229:929MILK, Harvey [Biografias]
  • The Reader (2008): Stephen Daldry
    CDU - 791.221.4 [Melodrama/Romance]
Nota: a classificação CDU para filmes de Bollywood (daqueles com canções, música e dramas intensos produzidos na capital do cinema indiano, Bombaim) não é muito simpática e um pouco desligada da realidade.
No fundo utiliza um critério Ocidental-Cêntrico, tratando os diferentes filmes ao estilo de "tudo ao monte porque se não é ocidental é tudo igual". Assim a notação de 791.223.2 (aplicável a Filmes de Leste. Asiático. Indiano/Chinês). Um dia destes terá de existir uma especificação!

[ Ler Mais ]

A entrada mágica: bibliotecas e Obama

A SLA (School Library Association - UK) aproveitou a onda Obama e criou um poster com uma citação de Obama quando discursou em 2005 na Conferência Anual da ALA

'At the moment that we persuade a child, any child, to cross that threshold, that magic threshold into a library, we change their lives forever, for the better.' (Barack Obama)
O discurso, que na altura mereceu aplausos de pé, pode ser consultado aqui:

Bound to the Word
Guardians of truth and knowledge, librarians must be thanked for their role as champions of privacy, literacy, independent thinking, and most of all reading.
(...)
At the dawn of the 21st century, where knowledge is literally power, where it unlocks the gates of opportunity and success, we all have responsibilities as parents, as librarians, as educators, as politicians, and as citizens to instill in our children a love of reading so that we can give them a chance to fulfill their dreams. That’s what all of you do each and every day, and for that, I am grateful.
www.ala.org/ala/alonline/resources/selectedarticles/obama05.cfm

[ Ler Mais ]

Literatura para rapazes

Acha que os leitores não têm sexo? Acha que a literatura não tem sexo?
Já não pensa o mesmo de um filme pois não?
Pois olhe que os leitores e a literatura também têm sexo. E você pode andar a criar problemas aos leitores exactamente por ignorar esta questão!


Ouve-se muito dizer que os jovens não lêem (o que já está desactualizado conforme provam os estudos internacionais feitos depois de 2000) mas esquecemos ainda alguns problemas que são criados pelas próprias bibliotecas.
As raparigas são normalmente as melhores leitoras em quantidade, e a sua leitura de obras literárias tem determinadas preferências: o romance de ficção.
Como queremos dar aos nossos leitores o que eles mais gostam... compramos mais documentos nessa área. Por outro lado o género literário narrativa (ou romance ficção) tal como a poesia foram sempre mais valorizados na comunidade bibliotecária e docente (é a "literatura a sério") e é a mais lida por mulheres.
E quando compramos de acordo com os tops de vendas... se não é narrativa é literatura de situações de vida (a literatura light ou cor-de-rosa)... e mais uma vez a favorita do sexo feminino!
Depois ficam uns restos de colecção para a ficção científica, a fantasia, o terror, o policial, a novela gráfica ou as biografias e relato de eventos... por ironia...adivinhou: os géneros favoritos dos rapazes.
Como lêem pouco, compramos menos... e passados uns anos temos uma biblioteca totalmente descompensada.
Já alguém ouviu falar em gestão da colecção? Também é sobre isto!
É certo e sabido que na sua biblioteca estarão lá vários livros de Nicholas Sparks (um rapaz adolescente até poderia gostar de o ler mas só se lhe colocar uma capa falsa para que ninguém o identifique ao ler!!)... mas já autores como Stephan King dificilmente estarão presentes (é só e apenas o mestre do terror).

Um teste rápido: tente referir quem é o autor mais conhecido em cada um dos géneros que acabei de referir como sendo mais "masculinos"?!
Já saber quem são os reis da literatura Light (ou as rainhas) os reis dos dramas existenciais e paixões arrebatadoras, isso está na ponta da língua não é!? Se é o seu caso, interprete isso como um alerta para a sua biblioteca.

O bibliotecário não é um livreiro a fornecer ao público (a maioria) o que ele mais procura. Tem uma responsabilidade (tal como os editores) na orientação do seu público, nomeadamente conseguir alcançar as franjas do público, os interesses minoritários.
Por isso nas próximas compras defina uma verba para literatura para rapazes. Claro que eles não vão a correr à biblioteca, foram ignorados durante muito tempo, agora é preciso conquistá-los... e isso vai levar igualmente tempo.

  • Os editores já vão percebendo que o mercado está segmentado.
  • Os autores já escrevem para públicos específicos.
  • E as bibliotecas?
Um tema para reflexão, que está na moda nos últimos 15 anos: Hábitos de leitura em rapazes e raparigas
-------------------
Enquadramento:

-------------------------
O problema:
---------------
Leitura


LIVROS

[ Ler Mais ]

Leitura também para adultos


E se os adultos lessem mais e fossem mais às bibliotecas continuariam a dizer que as crianças não lêem?

[ Ler Mais ]

Redimensionar fotografias: guia

Redimensionar fotografias utilizando aplicações online (SAS - Serviços como Software)
Redimensionar fotografias

[ Ler Mais ]

Pesquisar banda desenhada


Já precisou de encontrar um tirinha BD sobre um assunto específico? Será mais fácil se começar por este motor de pesquisa específico para BD:

As tirinhas possuem transcrição pelo que pode exercitar os conhecimentos de inglês.
Para os criadores de BD é altura de trabalharem na indexação, basta seguir o exemplo do Unshelved que vai começar a estar igualmente disponível no "Oh no Robot".
E pensar que o Google que ainda não comprou este motor de pesquisa!

[ Ler Mais ]

Unimarc bibliográfico ainda por publicar!

Apesar de anunciado no site da BN Portugal a tão esperada nova versão do manual UNIMARC: Formato bibliográfico ainda não está publicado em Português... mas desde 18 de Dezembro que já se sabem os dados bibliográficos:

IFLA; coord. da trad. e rev. téc. Rosa Maria Galvão, Margarida Pedreiro Lopes ; introd. Maria Inês Cordeiro. Lisboa: Biblioteca Nacional de Portugal, 2008. 910 p. (Publicações técnicas)

Confuso? Não se trata de uma história do fantástico, apenas alguém com imensa pressa por divulgar!

De correcto aqui fica alguma informação: a edição está concluída, foi para a impressão mas só deverá esta à venda em Março (mais dia menos dia).
  • Fica aqui a página da livraria BNP para este livro
    (ISBN 978-972-565-439-2 - Preço: 40€)... e aproveitem para fazer a pré compra!
Entretanto esperemos que os autores do site tenham tempo para actualizar o site da livraria da BN Portugal (no site anterior essa livraria funcionava bem... quem sabe o copiar e colar entra em acção!).

Entretanto podem rever o Manual UNIMARC: formato autoridades que foi publicado em 2008.
Pensamento ocioso: novas versões (actualizações) de Software de biblioteca a caminho! Esperemos que os editores aproveitem para tirarem algum pó às suas aplicações, especificamente o Bibliobase e Docbase. Se não for na usabilidade pelo menos que seja no grafismo (o Bibliobase nem aceita o ambiente gráfico do Windows Vista na catalogação!).
É que já há quem brinque com o Windows Seven, o sucessor do Vista e que sairá no próximo verão (este assunto fica para outro tópico!).
Actualização:
Fresquinho e a saltitar, o "Manual Unimarc: formato bibliográfico", já está disponível e lá vem ele a caminho. A antecipação do cheiro a novo de um livro é sempre uma festa dos sentidos!

[ Ler Mais ]

Catalogar DVD... com AACR2r e MARC 21

Draft para a catalogação de DVD e Blu-ray utilizando as normas AACR2r e MARC 21

O documento foi criado pela "DVD Cataloging Guide Update Task Force, Cataloging Policy Committee (CAPC)" da "Online Audiovisual Catalogers (OLAC)"


Alguns links úteis

[ Ler Mais ]

Doc: La lectura en Espana. Informe 2008

Informe 2008: Leer para aprender
La lectura en España. Informe 2008: Leer para aprender
coord. José Antonio Millán

364 páginas de leitura em http://www.lalectura.es/2008/

[ Ler Mais ]