Avançar para o conteúdo principal

Livros de autores do mesmo sexo na estante



Texto de artigo do jornal humorístico "O inimigo público" onde as notícias são "quase verdadeiras" e as citações perto de terem sido proferidas. Ou quando a ficção é melhor que a realidade:
« Pacheco Pereira nunca coloca dois livros de autores do mesmo sexo juntos na estante:
"Filmes de Pedro Almodôvar estão bem longe dos do George Cukor. Filmes protagonizados por Errol Flynn, Rupert Everett, James Dean e Rock Hudson estão estrategicamente colocados para não haver cá confusões. Esta é uma casa de respeito. Tenho de andar sempre a afastar os livros do Roland Barthes dos do Oscar Wilde. Vocês acham que eu falo das coisas sem provas, não é? Então porque é que eu há dias vi a Biografia da Frida Kahlo, álbuns da k.d. lang, Lara Li e um DVD da Jodie Foster todos encostadinhos uns nos outros como quem não quer a coisa? E o que é que estava a fazer o vinil da Maria Armanda ali no meio daquela marabunta toda?", questionou Pacheco Pereira.» (por João Henrique http://inimigo.publico.pt/noticia.aspx?id=1416988)
Comentário: é nestas alturas em que acho a classificação CDU (não a classificação do partido mas a dos documentos) um pouco ultrapassada. Na tabela 1k para auxiliares comuns encontramos...
  • -055.1 = Pessoas do sexo masculino
  • -055.2 = Pessoas do sexo feminino
  • -055.3 = Pessoas com características sexuais incertas, ambivalentes ou outras características sexuais, psicossexuais ou sociossexuais (por exemplo: assexuais, bissexuais, intersexuais, homossexuais, lésbicas, transexuais, travestis, pervertidos sexuais, sádicos, masoquistas)
Com isto até conseguimos separar águas, agora o problema é como conseguir 616.69-008.1 ao pessoal do -055.3 (que grande mistura) na estante da sala? Vai ser uma autêntica 616.831-009.7 para a empregada!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Porque amo a minha biblioteca escolar?

"Why I Love My School Library" é o tema do MIBE - Mês Internacional das Bibliotecas Escolares que se comemora em Outubro de 2018.
Um tema que, segundo a IASL, se enquadra no objetivo deste ano de análise aos impactos da biblioteca escolar.
Porque amo a minha biblioteca escolar? Outubro será um bom momento para pensar nas nossas bibliotecas e nos nossos utilizadores. Porque é que gostamos das bibliotecas escolares? E o que não gostamos nelas?  Duas perguntas importantes e a fazer desde já. Todas as respostas serão motivos para estratégias de melhoria a realizar ao longo do ano letivo que agora se inicia.


Infos: IASL - https://iasl-online.wildapricot.org/advocacy/islm/index.html

DigCompEdu Competência Digital para Educadores

Foi lançado, em português, o Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores - DigCompEdu, um documento destinado docentes, da Educação Pré-Escolar ao Ensino Secundário, Ensino Superior e Educação de Adultos, incluindo formação geral e profissional, educação especial e contextos de aprendizagem não formal.

Nele são apresentadas 22 competências, organizadas em 6 áreas, e um modelo de progressão para ajudar os docentes a avaliarem e desenvolverem a sua competência digital.
Este referencial, criado no âmbito da iniciativa DigComp da Comissão Europeia, pretende ajudar os estados membros na promoção das competências digitais dos seus cidadãos e impulsionar a inovação na educação.

Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores Responde à consciencialização crescente entre muitos estados membros europeus que os educadores precisam de um conjunto de competências digitais específicas para a sua profissão de modo a serem capazes de aproveitar o potencial das tecnologias digitais …