Uma biblioteca não é um café!

Então não é que depois de ter estado na moda a animação dos espaços e a não imposição de regras de utilização, as bibliotecas começam a ter de criar zonas de silêncio?
Uma biblioteca não é um café, não é um local para estar a falar ao telemóvel - "Estou a ouvir-te bem, eh pá, estou na biblioteca, sim podes falar!" - não é um local para ouvir música sem auscultadores, nem para falar com as amigas sobre as últimas novidades da telenovela ou para analisar os índices de produção das quintas virtuais! Mas por vezes quase parece que estão a competir com os cafés e bares pelos mesmos utilizadores.
Sim é necessário existirem actividades na biblioteca, sim a utilização da biblioteca não pode fazer dela um mosteiro, sim as novas gerações possuem hábitos sociais diferentes, sim as bibliotecas ~têm de ser modernas e cativar os utilizadores, sim as regras são difíceis de impor e sim os espaços amplos são mais modernos e fáceis de construir.
Mas... e quem pretende um espaço calmo para ler? E quem quer escrever um texto? E quem quer estudar? E quem apenas quer ouvir uma música?
Antes a biblioteca dava respostas a estas necessidades. Entretanto depois deixou de as dar... mas agora o silêncio em bibliotecas está de novo na moda!
As bibliotecas de Houston (EUA) começam agora a ter zonas especiais... para quem quer estar na biblioteca em silêncio. Boa ideia?!