Avançar para o conteúdo principal

Senhas difíceis ou inúteis?

Quando define senhas para acesso a serviços online pense bem antes de criar uma senha: não facilite o trabalho de a anular a pessoas mal intencionadas. Seja exigente, use 8 ou mais caracteres e inclua números e algumas maiúsculas.
Quase todos sabemos estas regras mas raramente lhes ligamos pois é difícil lembrar senhas com sequências aleatórias de caracteres.
O que agora se aponta é que frases com três palavras e espaços (ou caracteres separadores como - ou ! ) aumentam a complexidade da senha tornando difíceis de atacar e fáceis de lembrar.

Para perceber o que está em jogo, veja o seguinte quadro de tempos

Os tempos indicados são para acesso a um servidor online, já que no caso de ser um ficheiro num computador local isso seria mais rápido pois os servidores limitam o número de acessos com baixos intervalos de acesso. Já os ataques pelo método de termos num dicionário são mais rápidos para a maioria das senhas e naturalmente usarem termos em inglês fica mais fácil de lá chegar.

Senhas únicas em serviços diferentes
Outra recomendação muito útil é que não devemos ter a mesma senha em todos os serviços online pois se um for assaltado os outros ficam expostos a quem cruze dados com outros serviços. Se isto parece difícil opte por uma estratégia fácil de lembrar: utilize a mesma senha base (suficientemente criativa) mas adicione duas ou três letras tiradas precisamente do endereço do site onde esteja a criar essa conta. Assim cada senha é diferente e será sempre fácil recordar os caracteres a mais pois estão precisamente no endereço do site. Só terá que se lembrar quantos e de que parte tira os caracteres a utilizar na senha!



Para testar quanto tempo levaria um computador a descobrir a sua senha (pelo método de força bruta), visite o site www.howSecureIsMyPassword.net e teste a sua senha.

Por exemplo "tretas456" levaria 4 dias a descodificar pela força bruta mas "Tretas 456 GOo" (no nosso exemplo para contas em sites com google.com no URL) levaria mil milhões de anos.

Fonte:
http://lifehacker.com/#!5796816/why-multiword-phrases-make-more-secure-passwords-than-incomprehensible-gibberish

Comentários

Menphis disse…
Interessante artigo e obrigado pela sugestão. vejo que a minha password demora 4 dias a ser descoberta.

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Se conduzir... não leia!

Se conduzir não leia... mesmo que seja James Patterson!

O condutor de 53 anos dá uma desculpa, de arrepiar, sobre a sua condução errática: estava a ler o último thriller de James Patterson.
Foi multado por não conduzir com o devido cuidado (EUA, Minnesota).

Se conduzir não leia!


YouTube - https://youtu.be/THSDhl07Vt0

Saiba mais sobre James Patterson.

Original em TODAY.com (22/01/2016) - Distracted driver's excuse to cop: I was reading James Patterson

Elsa Conde e Teresa Calçada no PNL2017

A implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura até 2027 ficará sob responsabilidade de uma comissão que inclui os Ministérios da Educação, Cultura e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
A comissão interministerial a ser presidida por Teresa Calçada e Elsa Maria Conde estará dependente do Ministério da Educação, em articulação com as tutelas da Cultura e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Objetivo: "Fazer uma aposta abrangente na leitura, seja a literária, científica, em papel ou noutros suportes" (Teresa Calçada).

O PNL quer agora “levar a leitura a outras esferas da sociedade”, mostrando que esta “não é apenas património de alguns” e promovendo hábitos de leitura ao longo da vida: junto de famílias, crianças, jovens e adultos. E, sem descurar o papel das bibliotecas escolares, pretende-se criar condições para a promover nas instituições de ensino superior e da rede de centros de Ciência Viva.

“Em todos os locais onde seja possível dizer 'ler é bom…