Facebook: timeline, o seu álbum de vida

No centro do sistema Facebook está o perfil do utilizador que sofreu duas evoluções e está agora pronto a receber a versão 3: a linha temporal. Ficam aqui as 3 versões do perfil Facebook, desde 2004 a 2011. O Facebook é hoje A REDE SOCIAL onde 800 milhões de pessoas colocam os momentos da sua vida, as suas opiniões, os artigos de que gostam, as suas fotos.
Para muitos a rede de amigos e conhecidos virtuais está hoje estabelecida. O que falta? Mostrar de nova forma o que antes se partilhou de modo a representar a sua via. É uma das novidades apresentadas pelo Facebook na sua conferência de programadores a 22 de Setembro 2011.

A evolução do Facebook seguiu o modelo de uma conversa entre duas pessoas

Os primeiros 5 minutos:
O primeiro perfil lançado em 2004 - o separador INFO, apresentado quem somos: data e local de nascimento, morada,  emprego, família, passatempos, gostos

  • Drama do dependente social: quem sou eu? Será que alguém vai notar que esta foto de perfil não é recente?

Os seguintes 15 minutos:
O segundo perfil lançado em 2008 - O MURAL: o que andamos a fazer recentemente, o que vimos de interessante.

  • Drama do dependente social: será que arranjo coisas interessantes para mostrar? Porque é que fico sempre tão mal nas fotos?

    O resto da conversa
    E chegámos a 2011 em que será lançada a versão 3 do perfil - a Linha temporal: são os momentos mais importantes da sua vida. Organizada por anos: toda a vida, todas as aplicações, uma nova forma de se expressar.

    • Drama do dependente social: Será que a minha vida teve mesmo alguns momentos de interesse?
    Agora é esperar que o sistema seja aplicado a todos os utilizadores!
    Inscrever-se para ativar a Timeline

    Juntando esta novidade ao novo modelo de aplicações o Facebook e à reorganização das fotos e das listas de amigos,o Google+ vai ter de se reinventar!
    E já agora, ao ver a própria linha temporal do Facebook é fácil de ficarmos impressionados com o pouco tempo que algumas funcionalidades têm mas da importância que já alcançaram: