Avançar para o conteúdo principal

Vale a pena oferecer um livro?

Receber livros de presente é uma forma de enriquecer a aprendizagem em casa e podem contribuir para incentivar as crianças e os jovens a gostar de ler por prazer. É o que nos diz o estudo "The Gift of Reading in 2011", proveniente do Reino Unido.
«Esta pesquisa mostra que receber um livro como presente está claramente ligada às capacidades de leitura das crianças e que ter os próprios livros está associado com leituras mais frequentes. Os jovens que possuem os seus próprios livros têm duas vezes mais probabilidade de dizer que lêem todos os dias do que os seus pares que não têm livros. Por sua vez, a posse do livro também está diretamente ligada ao êxito na leitura.
Receber livros de presente é uma forma de enriquecer o a aprendizagem em casa e podem contribuir para incentivar as crianças e os jovens a gostar de ler por prazer. »

Clark, C, Woodley, J and Lewis, F. (2011). The Gift of Reading in 2011: Children and young people’s access to books and attitudes towards reading. London: National Literacy Trust

«Esta pesquisa tem sistematicamente salientado a ligação entre a leitura por prazer e êxito na leitura. De forma preocupante descobrimos que o número de crianças e jovens que afirmam que possuir um livro parece estar a diminuir rapidamente. Em 2005, 1 em cada 10 das crianças e jovens que entrevistamos disseram que não tinham um livro seu na sua própria em casa, enquanto em 2011 a cifra eleva-se a uns surpreendentes uma em três crianças.
Tendo em conta que, no Reino Unido, um em cada seis pessoas tem o nível de alfabetização esperados de uma criança de onze anos, a nossa preocupação aumenta.

Neste novo relatório, vamos explorar a leitura das crianças em 2011 com as conclusões da nossa primeira pesquisa anual de alfabetização no Reino Unido. Examina a propriedade de livros pelas crianças, o acesso a materiais de leitura, a frequência de leitura e atitudes face à leitura. Consideramos também como estes fatores podem afetar as capacidades das crianças e jovens na leitura.»

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

Se conduzir... não leia!

Se conduzir não leia... mesmo que seja James Patterson!

O condutor de 53 anos dá uma desculpa, de arrepiar, sobre a sua condução errática: estava a ler o último thriller de James Patterson.
Foi multado por não conduzir com o devido cuidado (EUA, Minnesota).

Se conduzir não leia!


YouTube - https://youtu.be/THSDhl07Vt0

Saiba mais sobre James Patterson.

Original em TODAY.com (22/01/2016) - Distracted driver's excuse to cop: I was reading James Patterson

Elsa Conde e Teresa Calçada no PNL2017

A implementação e monitorização do Plano Nacional de Leitura até 2027 ficará sob responsabilidade de uma comissão que inclui os Ministérios da Educação, Cultura e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
A comissão interministerial a ser presidida por Teresa Calçada e Elsa Maria Conde estará dependente do Ministério da Educação, em articulação com as tutelas da Cultura e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Objetivo: "Fazer uma aposta abrangente na leitura, seja a literária, científica, em papel ou noutros suportes" (Teresa Calçada).

O PNL quer agora “levar a leitura a outras esferas da sociedade”, mostrando que esta “não é apenas património de alguns” e promovendo hábitos de leitura ao longo da vida: junto de famílias, crianças, jovens e adultos. E, sem descurar o papel das bibliotecas escolares, pretende-se criar condições para a promover nas instituições de ensino superior e da rede de centros de Ciência Viva.

“Em todos os locais onde seja possível dizer 'ler é bom…