Avançar para o conteúdo principal

Obrigado Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) fez 50 anos no dia 18 de Julho de 2006 e tudo o que se disser é pouco para se dizer o seu empenho na criação das bibliotecas em Portugal (desde as famosas carrinhas a apoios financeiros e documentais) estando hoje mais virada para as parcerias de apoio à leitura. Por outro lado a actividade editorial tem sido forte e diversificada (quem disser o contrário é porque não recebeu de oferta há uns meses atrás uns caixotes de livros ou não teve de os catalogar!)
Sobre o início da fundação em Portugal, recomendo um artigo de Medeiros Ferreira no JN de 18 Julho, intitulado:
Gulbenkian: uma absoluta novidade
Uma coisa a fundação merecia certamente: que os catalogadores se entendessem quanto à forma de designar a fundação, enquanto editora, nos registos bibliográficos.
A questão não é diferente de outras editoras e à necessidade que se faz sentir de uma padronização de designações de editoras (já ouvi falar em conversas de bastidores de se poder vir a ter uma base de autoridades para editoras no
Porbase5 ... mas ia ser bonito ver a funcionar!!).
O certo é que se quisermos saber qual a editora mais importante que temos no nosso catálogo, utilizando um módulo de pesquisa, dificilmente o resultado será a FCG ... quando afinal até estará muito bem representada!
Ora então vejamos... uma pesquisa por editor na
Base Nacional de Dados Bibliográficos - PORBASE entre 1331589 registos revela-nos dados curiosos:
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBENKIAN
    Foram encontrados 2126 registos
  • Editor: FUND. CALOUSTE GULBENKIAN
    Foram encontrados 970 registos
  • Editor: GULBENKIAN
    Foram encontrados 36 registos
  • Editor: F. C. GULBENKIAN
    Foram encontrados 6 registos
  • Editor: F.C. GULBENKIAN
    Foram encontrados 9 registos
  • Editor: F. CALOUSTE GULBENKIAN
    Foi encontrado 1 registo

E agora as siglas... não se pode dizer que são todos da Fundação mas estão lá muitos!!

  • Editor: F.C.G
    Foram encontrados 1034 registos
  • Editor: FCG
    Foram encontrados 79 registos
  • Editor: F. C. G
    Foram encontrados 98 registos
  • Editor: F. C. G.
    Foram encontrados 91 registos
  • Editor: F.CG.
    Foi encontrado 1 registo

E ainda aqueles que usam Serviço de educação na identificação da editora (não são todos da FCG mas estão por lá alguns) e uns separados por vírgula, outros por ponto final e outros por dois pontos.

  • Editor: SERVICO DE EDUCACAO
    Foram encontrados 11 registos

E agora os erros graves (apontar é feio mas é por uma boa causa... )

  • Editor: FUNDACAO CALOUST GULBENKIAN
    Foram encontrados 2 registos
  • Editor: FUND. CALOUST GULBENKIAN
    Foram encontrados 3 registos
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBENKIEN
    Foram encontrados 7 registos
  • Editor: FUND. CALOUSTE GULBEMKIAN
    Foi encontrado 1 registo
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBEMKIAN
    Foi encontrado 1 registo
  • Editor: FUNDACAO CALOUSTE GULBEKIAN
    Foi encontrado 1 registo

É certo que a forma de registar as editoras está dependente da forma gráfica nos livros, de economia de escrita e não é padronizada. Mas acho que devia haver uma forma preferencial, pelo que gostava de ver aqui opinião de catalogadores!

Utilizando o critério "uso generalizado" ficamos com 3 candidatos:

  • Fundação Calouste Gulbenkian (2126 registos)
  • F.C.G (1034 registos)
  • Fund. Calouste Gulbenkian (970 registos)

Para mim a forma com siglas é um autêntico erro do ponto de vista do utilizador (quantos utilizadores seriam capazes de encontrar um livro desta editora!) pelo que ficamos reduzidos a duas.

Nota: Para a pesquisa foi utilizado o servidor Sirius pois é mais "esperto" nas pesquisas com pontos. Por outro lado aparecem sempre uns registos infiltrados ou possíveis duplicados ... mas entendem a ideia!

Informação adicionada: Da Biblioteca Nacional recebi a indicação, por parte da Drª Teresa Teixeira de que: "A Fundação Calouste Gulbenkian enquanto editora é registada como Fundação Calouste Gulbenkian"

Q.E.D. !

Comentários

Anónimo disse…
Realmente isto acontece com muita frequência, seria bom se fosse apenas com uma editora!
Na minha opinião a forma mais correcta é: Fundação Calouste Gulbenkian. Mas isto pode ser discutível...
Goiaoia disse…
Ora... boas tardes e... veja lá se este, na secção dos «blogues diversos, Comics», num merece que o linque?!?

Sem mais, subscrevo-me com os melhores Cumps
Já lá está... mas nas leituras. A secção comics é mesmo só para tirinhas!
Anónimo disse…
Paulo Izidoro,

descobri no teu blog como chegar no site da editora da Calouste Gulbenkian. Tens toda razão, é preciso padronizar os nomes (os básicos, de onde partimos) nestes tempos de google, caso contrário não conseguimos saber nada num oceano de informação.
Achei bastante confuso o site (da Calouste) pois a única indicação do link da editora é a palavra "leitura". Talvez a dificuldade seja minha, do meu português brasileiro.
Obrigada, um abraço, Raquel

Mensagens populares deste blogue

Tabela CDU disponível online

A tabela CDU está disponível online e em português.
Corresponde à versão "Sumário" com 2000 entradas (das 68000 da tabela completa)

A Biblioteca Nacional de Portugal está de parabéns pelo trabalho realizado e disponível pela licença Creative Comons. Aqui ficam os créditos do trabalho:



Na entrada do site temos um painel do lado esquerdo com as classes e tabelas auxiliares:

Ao carregar numa dessas tabelas surgem as suas notações principais. Se clicarmos numa notação surge do lado direito a explicitação dessa notação e notações relacionadas, sendo possível de navegar entre as relacionadas.


Ainda existem funcionalidades por implementar, não existe pesquisa (e nem parece que vá existir), o número de notações é pequeno em relação ao publicado em livro mas a navegação é fácil e agradável.
Ainda não estão traduzidas as explicações e exemplos... mas quem quiser pode colaborar!.
Claro que quem já trabalhou com a tabela inglesa, em que as notações se podiam pesquisar por palavra ou me…

5 revistas de Astérix para descarregar... grátis!

Na aldeia de Astérix como em todo o lado, a palavra de ordem é clara: fique em casa para vencer o vírus e proteger os mais vulneráveis! Mas isso não vai impedir que os nossos gauleses preferidos, decididamente irredutíveis à morosidade, se divirtam e divirtam os seus leitores! Foi por isso que os nossos druidas engendraram uma revista semanal inédita para alegrar os seus dias: Irredutíveis com Astérix! Em perspetiva: atividades, jogos e BD’s de Astérix para toda a família!

Não podendo encontrar-se com os seus amigos de todo o Mundo Conhecido, eles próprios confinados nas suas respetivas aldeias, Astérix troca com eles, através de pombos-correio, mensagens de amizade. Ao longo das páginas desta revista vai descobrir a mensagem de Falbala para Obélix, mas também ter notícias de Pepe, o pequeno ibero, Númerobis, o egípcio, ou ainda de Jolitorax, o bretão, ou Suicinhix, o helvécio, o que lhe mostrará que o confinamento, seja na Torre de Londres seja num cofre de banco, pode até ser uma bela…

Quem deve usar máscara para parar a propagação do Coronavírus? [ebook gratuito]

É crucial que as pessoas certas usem máscaras, se quisermos ajudar a impedir a propagação do COVID-19 nas nossas comunidades.
A boa notícia é que, se todos fizerem isso, também podemos impedir a propagação de outras doenças infecciosas!
É a mensagem desta Infocomic com 10 ilustrações criadas pela ilustradora Weiman Kow agora disponível em português, em formato ebook, cartazes para impressão e imagens separadas.




Tradução e adaptação para português (Portugal): Paulo Izidoro (07 mar 2020).

Download dos materiais em português (Portugal):Ebook para leitura / importação em Calibre (formatos PDF + CBZ) - Descarregar aquiImagens individuais (para reutilização) e cartazes com sequência das ilustrações (2 páginas para impressão)  Descarregar aqui
Documento original e traduções para outros idiomas em https://www.comicsforgood.com/weimankow/mask